quarta-feira, 30 de março de 2011

Airy é.....

para ver mais fotos clique nesta!


Escolhemos este nome mais ou menos no quarto quinto mês de gravidez. Ainda não sabíamos que seria uma menina, mas este foi o único pelo qual nos apaixonamos.
Airy no Japão não é muito comum como Maria no Brasil e nem tão raro ou exótico como outros que não me vem a mente agora. O significado é próximo de AMOR PERFEITO, AMOR IDEAL. E é isso o que essa menina trouxe para as nossas vidas: AMOR.
Quando nasceu, teve complicações como demorar a respirar, só então descobriram que tinha fenda palatina. A cada exame parecia que o nosso sonho ia se desmanchando, nosso chão ia sumindo : rim único, suspeita de glaucoma, icterícia, negativo no exame do ouvido....
Era doloroso não saber se poderia ouvir, ver, falar, andar, brincar, crescer, viver ...era doloroso por que nós já a amávamos demais.
 Não conseguia sugar meu leite, minha mãe e o Alberto me ajudavam a tirar com a bombinha e uma fono vinha nos ensinar a amamentá-la sem engasgar.
Mesmo magrinha, com dezesseis dias de vida recebeu alta, voltamos para casa aprensentei seu quartinho. Confesso que tive um pouco de medo por não ter o apoio e atenção das enfermeiras a todo instante, mas agora podia beijar, conversar e cantar para minha pequena sem me preocupar em encomodar a companheira de quarto. Então começou nossa corrida em pediatra,  geneticista, cirurgião, nutricionista, oftalmologista, fisioterapia, neurologista, otorrino, nefrologista, urologista, endocrinologista, fonoaudiólogo e por ai vai, com muitos exames como o cariótipo, que identifica várias síndromes como a de down, deu negativo, por isso ainda está sendo investigado.
Graças a Deus, hoje  ela ouve, enxerga, corre, brinca,  está aprendendo a falar e cantar, aprendendo a desenhar e pintar....
Hoje a Airy me surpreende, é forte e guerreira. Gosta das pessoas e tenta conquistá-las,  com isso me ensina a me importar com as pessoas além da minha família ou roda de amigos. Me ensina a lidar com preconceitos que tinha, que tenho ou que sofremos.
Sou meio neurótica nos cuidados, ela me pede espaço e tento ceder no que consigo, é um treinamento diário. Ela conquista a minha confiança e me ensina a confiar em outras pessoas (da escolinha por exemplo).
Sou grata ao meu Deus, por ter colocado este AMOR em minha vida. Através dela, Ele me ensina a ser alguém melhor.  

9 comentários:

AliceGap disse...

Acho que ninguém deve passar pela vida sem ser responsável por alguém. Isso ensina o que nossos pais não tinham como ensinar.
Muita luz na sua vida, que tenha a sorte de se surpreender cada dia.

kakau disse...

Também engravidei no Japão, morei em Hamamatsu (Shizuoka). Quando vimos o ultrassom com duas bolinhas (gêmeos) resolvemos voltar para o Brasil correndo com medo de que algo pudesse dar errado no parto. Mas graças a Deus correu tudo bem e só posso dizer que Deus me deu os melhores presentes que eu poderia receber e que cada dia aprendo que tenho muito mais força do que eu jamais imaginei. Muita força e alegria para vocês.

magritte disse...

Passeando pela net encontrei seu blog, e achei linda a sua filha. Tenho dois meninos, um com 2 anos e outro com 4 meses. Eles não tem problemas de saúde, e dou graças por isso, mas é fantástico como eles modificam nossas vidas.Um mês antes do Benjamin nascer, o segundo menino, minha mãe faleceu. Foi uma barra, uma confusão na minha cabeça, pois meu pai jah havia falecido tinha 8 anos. Minha mãe teve um infarto enquanto se arrumava para ir me visitar. Fiquei esperando e, às vezes, ainda tenho a sensação de continuar na espera. Ter um filho meio que perdida no mundo foi bem difícil, na hora de entrar no centro cirurgico, fiquei muito abalada com um medo danado de não dar conta de duas crianças, sem o apoio segura da minha mãe. Sobrevivi, meu filho é um anjinho, mas hoje consigo entender que como mãe meu papel eh dar aos meus meninos a mesma segurança que meus pais me deram ao longo da vida. Eu poderia conquistar o mundo se eu quisesse, se algo desse errado eu sempre teria para onde voltar. Pelas suas fotos reconheço em você algo semelhante aos meus pais, um porto seguro. Isso nao significa super-proteção, mas zelo, carinho e amor. Parabéns pela linda filha, pelo apoio do marido e da sua mãe. Aproveite cada segunda de sua linda família e tenha muito orgulho de si. Você está fazendo um belo trabalho. :)

Evelyn Shiroki disse...

Karen querida, nem sabia que havia passado por isso tudo e que essa graça da Airy tb, como disse ela é uma guerreira, deve ter puxado a mamãe tb, já que lutou e venceu lá do outro lado.Tudo na vida tem um próposito e aprenda cada vez mais com essa graça que esta em suas mãos....Boa sorte infinita prá ti e prá Airy.
Bjux

Nossas Coisas & Coisas disse...

Ka, sou mãe sou avó e só tenho uma coisa a lhe dizer.
As mães são feitas de amor.
E amor gera amor, minha querida.
Vc só tem a Airy pq Deus sabia que só vc poderia dar a ela o amor que ela merece e vc em recompensa ter o amor da Airy.
Nem sei quem são vcs, mas meu coração já as ama.
Bjs muito carinhosos de mãe e avó
Tânia
www.nossascoisasecoisas.blogspot.com

Mari Hart disse...

Oi querida, não é fácil não, só quem passa essas dificuldades com os filhotees é quem sabe!

Parabéns pela filhota linda e pela vitória!

Um beijão!

Carol Aguiar disse...

Karen...vc é especial tanto quanto à sua bonequinha ...Ver você voando e fazendo valer sua capacidade, batalha, amor a vida, amor a Deus e também pelo carinho que você deixa por onde passa, só posso te dizer, você está colhendo os frutos de ter sido até hoje uma menina especial. Tive sorte de conhecê-la e mesmo distante, te admiro e te gosto muito ! Seja muito feliz sempre e que Deus abençõe vc e sua familia sempre !!!
bjsss
Carol (lembra de vila moraes né ? rs !)

Daniele disse...

Que lindo esse amor e toda sabedoria que nasceu através dele.
Que Deus ilumine e abençoe sempre vocês.
Beijinhos no coração.

Carmen disse...

Oi!!!
A vida nos leva por caminhos desconhecidos, as vezes mais complicados, mas quando descobrimos o tal "amor verdadeiro", tudo fica mais fácil...beijinho para a Airy!!
Bjs Carmen