domingo, 4 de outubro de 2009

benção


Já faz um tempo que fiz este, de biscuit
com um sapinho na ponta para regular o comprimento do cordão.
Gostei tanto que acabou ficando comigo.

Hoje, além do artesanato vou postar sobre outro assunto....

Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão.Salmos 127:3



Eu praticamente nasci dentro de uma igreja evangélica. Escola bíblica, cultos e outras cerimonias faziam parte do meu cotidiano até a adolescencia.
Apesar disso, não sou nenhuma expert na bíblia e fiquei pensando se exite categoria para milagres ou bençãos como pequeno, médio, grande, enorme.....
Acho que depende do ponto de vista.
Quer ver?
Minha filha teve infecções urinárias consecutivas, e isso poderia prejudicar o único rim dela (o outro não funciona), e o nefrologista achou melhor pensar em cirurgia.
Conversando com amigos, e até uma amiga pediu conselho ao seu médico que achou melhor consultar um urologista também.
Então, achei melhor colocar a hipótese da cirurgia em primeiro lugar e antes do urologista marquei um cirurgião pediátrico.
E os pensamentos iam e vinham no cirurgião. Será que não existe um cirugião pediátrico especialista nisto ou naquilo? E veio a consulta, e a doutora foi muito minunciosa na explicação, muito paciente e sensível, e é especialista em urologia pediátrica!
Para quem ler, tá e daí?
Para mim foi mais uma benção. Saí da consulta aliviada.
Não só por não ver uma necessidade de cirurgia a primeira vista, mas pela maneira que ela me explicou e convenceu em cima dos exames já feitos, ainda tem outros exames pela frente, remédios contínuos, a luta ainda continua.
Eu pedi e Ele preparou essa médica.
Mesmo que eu venha tirar mais dúvidas sobre isso com outros médicos,
eu continuarei acretitando que esta consulta foi uma benção.

2 comentários:

CAROLINA disse...

volto a repetir, se vc lembrar da profecia , que muitos iam falar que sua filha ia ter isso ou aquilo, e que na verdade ela não ia ter nada, estão se cumprindo, para honra e gloria do Senhor!!! e que ela seria uma dançarina na casa do Senhor !!!
vc sabe que eu te amo, ela então nem se fala !!!
beijos Cárú

Patricia Cardoso disse...

Karen, eu tenho uma certa ligação com coisas q coleciono (poucas!) e o apego com as revistas nao era pouco.. eu coleciono algumas ha mto tempo, gosto delas, folheava, sempre gostei.. alias, minha paixao era tanta q eu sempre quis trabalhar nisso, tanto q trabalhei numa revista de grande circulação.. enfim..

Mas eu vou mudar, estava decidida a levar todas.. mas ando numa fase de reciclagem bem grande, organizando as coisas, doando o que nao uso (o que eh pouco, ja q tenho pouca coisa, conclui!) e vi q nao tinha sentido carregar todo o peso daquelas revistas todas, organizar todas e deixar la.. melhor doar p. alunos de moda ou coisa do tipo, eles vao utilizar mais do que eu, ne?

a partir da decisao, me livrei do vicio.. juro q de duas prateleiras com muitas, me restaram, ate agora tres... rs!

Mas eh tudo a forma q a gente encara.. nao preicsamos de nada disso, eh tudo um apego, uma fase.. E o melhor eh a sensação de se livrar de um peso.. e abrir espaco emocional p. outras coisas na vida.. e as revistas, no final das contas, nem sao tao importantes assim =) Besitos!
P